A DIFERENÇA ENTRE TURISTA E VIAJANTE

By | julho 22, 2015

turista x viajante

Na semana passada o site catraca livre postou um artigo em seu site com algumas imagens feitas pelo site holidify que ilustram a diferença entre um “turista” e um “verdadeiro amante de viagens” (o holidify nomeia apenas como “viajante”).

As imagens até que são engraçadinhas e tal, mas poxa, uma viagem não era pra ser uma coisa pura e libertadora? Um ato de auto-conhecimento e aprendizado? Viajar não tem a ver com aprender a valorizar o que é seu? Entender e enxergar a diversidade de tudo no mundo e aprender a conviver com as diferenças e a ser mais humilde?

Estão querendo criar “classes” entre os viajantes?

Tá rolando PRECONCEITO até nas viagens?

Tipo, NÃO NÃO, EU NÃO SOU UM TURISTA, EU SOU UM VERDADEIRO AMANTE DE VIAGENS PORQUE EU USO UMA CÂMERA PROFISSIONAL E UM TRIPÉ PRA TIRAR MINHAS FOTOS EM VEZ DE UM PAU DE SELFIE. Hã????

Outras imagens mostram que Turistas tiram fotos em frente a pontos turísticos famosos como a Torre Eiffel e o Taj Mahal, enquanto que viajantes escalam montanhas e pulam de pára-quedas.

turista x viajante

A minha intenção não é criticar ninguém, muito menos as imagens que foram muito bem feitas, mas sim expressar minhas reflexões internas que foram surgindo ao ver essas imagens.

O que quero dizer é o seguinte – e foi a conclusão à qual cheguei após olhar as imagens algumas vezes – Eu acho que todo mundo tem um pouco de turista e um pouco de viajante dentro de si. E todos que se dizem viajantes hoje, foram turistas ontem, portanto não deve haver uma “diferença” aí.

Tenho certeza que a intenção das fotos foi apenas criar uma comparação engraçada, mas a verdade é que realmente existem muitas pessoas por aí que se acham intelectualmente superiores à outras simplesmente pelo fato de irem viajar para lugares remotos e desconhecidos em vez das cidades turísticas tradicionais lotadas de “turistas” que acabam sendo bem comuns. Mas com certeza esses viajantes já estiveram lá no começo da sua jornada de viajantes, quado eram “meros turistas”.

Na verdade não deveriam ser tão importantes os rótulos. Viajar deveria ser apenas um ato de libertação e aprendizado que te torna sempre melhor. Uma pessoa melhor. Não melhor do que ninguém, mas melhor em comparação à você mesmo.

facebook comments:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *